domingo, 22 de fevereiro de 2009

Cardadores de Vale de Ilhavo


Figuras carnavalescas que remontam a finais do século XIX e princípios do século XX e cuja origem se perdeu na memória das gentes, os Cardadores surgem de todos os lados em dias de Carnaval. Desaparecem num abrir e fechar de olhos, reaparecendo cercando as pessoas, soltando gritos, dando saltos enormes que lembram danças guerreiras de algumas tribos de Índios e repetindo em voz de falsete: - Ai tanta lã! Ai tanta lã enquanto passam carinhosamente as cardas nas mulheres com que se cruzam.



Tresandam a perfume Tabu, que deixa rasto. Ensurdecem com as campainhas à cintura e o bater das carpas. Correm rua acima, rua abaixo, entram e saem do cortejo, saltam e urram cada vez que se metem com os passantes, mesmo que estejam num carro. As raparigas são as eleitas dos cardadores de Vila de Ílhavo, que esfregam duas tábuas no corpo das pessoas.
Fotos: Margarida Malaquias

2 comentários:

rouxinol de Bernardim disse...

Tradições são como monumentos: sempre para preservar! Se forem boas, claro!...

. disse...

Só uma pequena correção: o sítio chama-se Vale-de-Ílhavo (é uma pequena povoação do concelho de Ílhavo) e não Vila de Ílhavo. Muito boas estas fotos sobre o meu Carnaval.
Cumprimentos :)