sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Um cheirinho da Maravilha que é o Dialecto de Ilhavo..


"......Devido ao isolamento e iletracia das pessoas mais idosas das diversas Gafanhas e Ílhavo, muitos são os vocábulos e expressões que são muito caracteristicos da região. Muitos desses vucábulos e expressões ainda são ouvidas hoje em dia e são parte integrante da (in) cultura que marcou várias gerações de pessoas......"


A
ABUZACAR-SE, v.r. - sentar-se refasteladamente

À CARREIRA, loc. - a correr
AIDO, s.m. - quintal

ALONSA, adj. - parvo, tolo
AMANDAR, v.tr. - mandar, atirar
À MODA, loc. - pronto, preparado
A MODE, loc. - quase, parecido
AMOLATADO, adj. - amolgado
APEAR, v.int. - ter pé
APEIRAR, v.tr. - começar a acender
APOISAR, v.tr. - pousar, colocar
ARRUNHAR, v.int. - ruir, desmoronar-se
ASSALGALHAR, v.int. - comer meia-ração, quebrar o jejum

B
BANDUINA, adj. - hipócrita, vagabundo
BASQUILHA, s.f. - bofetada
BICAS, s.f. - agulhas de pinheiro
BILHARACO, s.m. - filhó
BORDA, s.f. - a ria cheia ou vaza e não a margem dela
BAGAR, s.f. - refere-se a tempo de realizar algo

C
CALDEAR, v.tr. - misturar
CASINHA, s.f. - casa de banho
CHAPAR, v.tr. - atirar-se ao chão
CHINCAR, v.tr. - tocar levemente
COR, s.f. - marcador
CONFRAIGE, s.f. - capacidade realizar algo ou não

D
DE CAMINHO, loc. - depressa

DESALSSERVADO, adj. - cabeça no ar
DESINTOADO, adj. - a correr sem dar conta de possíveis obstáculos

E
ENCALDEIRAR, v.int. - prestes a chover
ESPENICAR, v.int. - picar, morder
ESPINCHAR, v.tr. - salpicar
ESLABAÇADO, adj. - aguado
ESTORCEGAR, v.tr. - torcer
ESTREME, adj. - simples
ESFOLDRILHAR, v.tr. - remexer

F
FAININHA, adj. - bonito, vistoso
FEITURIA, s.f. - feitio, confecção
FRACA, s.f. - mulher de mau porte


G
GADAGEM, s.f. - garotada, grupo de garotos endiabrados
GARROA, s.f. - o mesmo que garroada, chuvada forte e inesperada
GOVERNAR-SE, v.r. - fazer compras



I
INVERTER, v.tr. - verter, entornar


L
LABACHEIRA, s.f. - charco resultante da acumulação da água das chuvas
LANCÃO, adv. - puxão brusco, sacão

M
MAIS EU, loc. - comigo
MANGAR, v.tr. - fazer troça
MARJAVANTE, adj. - maroto
MESTRE, s.m. - pedreiro
MORRINHA, s.f. - Chuva miudinha

N
NASSA, s.m. - pequeno saco de rede para apanhar peixe

P
PATANECO, s.m. - livro de banda desenhada ou desenhos animados
PEZUNHOS, s.m. - pés (sentido depreciativo)

Q
QUINQUELHARICE, s.f. - utensílio velho sem préstimo

R
RAIO MALINO, int. - raio maligno! garoto! atrevido!
REDOIRO, s.m. - pau com que se limpam as cinzas do forno
REGUEIRÃO, s.m. - parte mais funda da ria, onde a água corre com mais força

S
SIMPRINHAS, adj. - simplório, idiota
SOMBRA, s.f. - guarda-chuva
SURRIBAR, v.tr. - cavar fundo

T
TRABUCO, s.m. - ruído forte e inesperado
TOSGA, s.f. - grande bebedeir

X
XINXA, s.f. - rede de pesca de arrasto na ria
Z
ZAGAIA, s.f. - aparelho usado na pesca do bacalhau
ZANGALHAR, v.tr. - abanar, sacudir



FONTE: Alunos da Secúndaria da Gafanha da Nazaré

3 comentários:

Homesdepedra disse...

O dialecto de Ilhavo e unha fala a conservar , porque de onde saen os “idiomas académicos” é das verbas coas que se expresa a cotío a xente da rúa.

Tamén no mar temos unha fala peculiar; Aparte da costume de xurar e perxurar a cada paso, chamamos o chan, cuberta, as paredes, Mamparos, e as fiestras, portillos.


Apertas

Marieke disse...

Obrigada pelo testemunho.
Eu adoro ouvir..as velhinhas que ainda as há em Ilhavo falar usando estes e outros termos..com uma entoação cantada...
Um abraço
Marieke

Anónimo disse...

Está muito fraquinho esse glossario dos falares de Ilhavo... SABEM O QUE ERA UMA LABACHEIRA.... e não acredito nessa falta de cultura desses nossos antepassados que iam para todo o mundo trabalhar... A maneira de falar é simplesmente uma tradição Ilhavense .... E olhem que em Ilhavo havia muita gente com formação. Não entendi a ligação com a freguesia de UCHA perto de Braga... Uma UCHA é um celeiro, onde desde a idade média se pagavam impostos em generos... e não percebo a ligação ás GAFANHAS... Mas não é preciso ir lá ao Minho... Na Quinta do Picado há um lugar chamado UCHA e em SALGUEIRO há um edificio antigo, ainda com brasão real, que foi uma UCHA....