segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Nau de Portugal..o desastre na gafanha da Nazaré


"....Construída nos estaleiros de Mestre Manuel Maria Bolais Mónica, na Gafanha da Nazaré, para figurar, em 1940, na Exposição do Mundo Colonial Português. Terceiro centenário da Restauração e oitavo da Independência de Portugal. Foi lançada à água, depois de pronta, a 7 de Junho de 1940.
Milhares de pessoas assistiram ao "bota-a-baixo" quase com a certeza que iria virar, como infelizmente sucedeu, perante a tristeza daquela enorme multidão, que não escondia as lágrimas que corriam pelo rosto.
Iria tombar tal como Mestre Manuel Maria pensara. Sempre pusera em dúvida que ao entrar na água se pudesse estabilizar. Dizia ele desde o princípio que o projecto – elaborado por um oficial da Armada com base num estudo profundo em desenhos antigos – não lhe oferecia a garantia necessária para a sua navegabilidade.
E tanta certeza tinha no que dizia que impediu que o Bispo de Aveiro, D. João Evangelista de Lima Vidal, que a benzeu e visitou interiormente, se mantivesse na Nau durante a sua descida pela carreira da água.
Chegou a estar presente na referida Exposição do Mundo Português; mas, para lá chegar, houve que utilizar métodos pouco próprios para a sua navegação.
Teve um fim diferente daquele para que fora concebida, pois acabou os dias como simples barcaça.
Bela e ricamente decorada, destinava-se a servir para exposição dos nossos melhores produtos, viajando pelos diversos países, em especial o Brasil.
Fontes: Idéia o blogue "Pela Positiva";Aveiro e cultura.

1 comentário:

rouxinol de Bernardim disse...

às vezes no «melhor pano» cai a nódoa... foi pena...