segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Fado Português



O Fado nasceu um dia,
quando o vento mal bulia
e o céu o mar prolongava,
na amurada dum veleiro,
no peito dum marinheiro
que, estando triste, cantava,
que, estando triste, cantava.

Ai, que lindeza tamanha,
meu chão, meu monte, meu vale,
de folhas, flores, frutas de oiro,
vê se vês terras de Espanha,
areias de Portugal,
olhar ceguinho de choro.

Na boca dum marinheiro
do frágil barco veleiro,
morrendo a canção magoada,
diz o pungir dos desejos
do lábio a queimar de beijos
que beija o ar, e mais nada,
que beija o ar, e mais nada.

Mãe, adeus. Adeus, Maria.
Guarda bem no teu sentido
que aqui te faço uma jura:
que ou te levo à sacristia,
ou foi Deus que foi servido
dar-me no mar sepultura.

Ora eis que embora outro dia,
quando o vento nem bulia
e o céu o mar prolongava,
à proa de outro veleiro
velava outro marinheiro
que, estando triste, cantava,
que, estando triste, cantava.

José Régio

(Sugestão poética do professor Fernando Martins no seu blogue....Pela Positiva)

4 comentários:

Homesdepedra disse...

Senhor! que nunca mais meus versos ávidos e impuros
Me rasguem! e meus lábios cerrarão como dois muros,
E o meu Silêncio, como incenso, atingir-te-á,
E sobre mim de novo descerá...

Sim, descerá da tua mão compadecida,
Meu Deus em que não creio! e porá fim à minha vida.
E uma terra sem flor e uma pedra sem nome
Saciarão a minha fome.

José régio
...........

Eu non sei como me atrevo a xuntar palabras , porque lendo aos que en verdade son poetas... sintome un usurpador, un pobre xunta-palabras sen moito senso.

menos mal que estan os poetas versadeiros sempre ahí , para poder admiralos e leelos de condo en ves.

Mpertas salgadas

Marieke disse...

A auto crítica é sempre fruto de mentes sérias e brilhantes..mas a falsa modéstia não éuma virtude
O que escreves émuitobomna minha modesta opinião
Um abraço
Marieke

O´Fartura disse...

Fermosa interpretación da orixe do fado.

Um abraço, amiga

Eugénio disse...

não sei se foi de propósito ou não, mas deixa asim o blog, estav pesadíssimo.... agora é um tirinho a abrir.